Os aeroviários dos principais aeroportos brasileiros devem paralisar suas atividades na sexta-feira (28) em adesão à greve geral contra a reforma da previdência e mudanças na legislação trabalhista propostas pelo governo Michel Temer. Diversas categorias em todo o País já confirmaram apoio à greve.

Os aeroviários são responsáveis pelos serviços de contato direto com os usuários, como os que trabalham no setor de informações, no check-in das companhias aéreas e no embarque e desembarque de passageiros.

Os profissionais ligados ao SNA (Sindicato Nacional dos Aeroviários) que representa a classe em quase todos os territórios do Brasil, com exceção dos de São Paulo, Recife, Porto Alegre e Manaus, confirmaram sua adesão ao movimento nacional nessa terça-feira (25).

Ontem, os aeroviários do Aeroporto de Guarulhos e Recife também aderiram à greve. Os de Porto Alegre farão uma reunião na tarde de hoje (26) para definir a adesão ao movimento. Os aeroviários das três cidades são representados pelo Fentac (Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil). Em Guarulhos, a ordem é paralisar as atividades a partir de 6h de sexta.

O SNA não disse a partir de que horas começa a paralização da categoria, mas informou que seus dirigentes sindicais estarão nos aeroportos ligados ao sindicato “no início do turno da manhã” para organizar as paralizações, que não têm horário previsto de término.

Aos passageiros com viagem marcada para esse período, solicitamos que confirmem o voo com a cia aérea antes de se dirigirem ao aeroporto.

Fonte: Panrotas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *